Sobre largar tudo e ir viajar

Quero começar o texto já questionando essa coisa de “largar tudo e ir viajar”. Já passou pela sua cabeça que quem larga tudo para conhecer o mundo, na verdade, talvez não tenha nada? Pelo menos olhando pela minha versão da história, e para algumas outras poucas que conheço, foi exatamente assim que aconteceu.

Depois de um tempo refletindo, eu percebi que eu não tinha nada – pelo menos não aquele algo que a sociedade considere algo. Na verdade, eu tenho muita coisa valiosa sim: minha família, meu namorado, meus amigos, minhas cachorras e um lar que sei que posso voltar a qualquer hora. Não tenho nada é quando se fala sobre posses, e foi isso que me fez perceber que seria possível viver uma vida semelhante – ou completamente diferente, ainda não sei – em uma geolocalização inédita.

A ideia é que seja apenas por um tempo, talvez o tal do ano sabático que muita gente fale. Por acreditar que toda e qualquer experiência gera algum impacto em nós, acredito sim que esses 6 meses irão mudar minha vida por completo. Vai ser algo diferente, mas talvez nem tanto assim. Acordar cedo, viver perrengues, sentir medo e dor, conhecer lugares e novas pessoas de vez em quando, se frustrar e ver que às vezes nem tudo sai como planejado.

Quem olha a minha viagem de fora acha incrível, acha até que eu sou rica e privilegiada (hahhaha), mas não pensa em tudo o que eu vou enfrentar sozinha e o quanto eu tive que abrir mão para alcançar esse desejo. E sozinha porque eu quis, porque essa foi uma decisão minha e só eu tenho que arcar com suas consequências.

largar-tudo-e-ir-viajar

E é aí também que entram dois termos bem recorrentes nos meus pensamentos: covardia ou coragem? Duas palavras totalmente diferentes mas que podem se confundir, tudo dependendo apenas de quem as profere e de quem as interpreta. Será que estou sendo covarde ou muito corajosa em fazer essa viagem agora?

Sempre fui uma pessoa supernegativa, mas quando tento responder a pergunta acima tudo o que consigo é ser completamente positiva. Foi preciso muita coragem para deixar os que amo de lado para viajar rumo a uma realidade completamente desconhecida. Então, sim, isso é coragem, e aos que pensam que é covardia, ó, pobres seres.

Largar tudo e ir viajar: fazer ou não fazer? Mesmo ainda não tendo embarcado para a minha trip, já sei que a resposta é sim, faça. Porque tudo o que aprendi e que tive que correr atrás sozinha antes mesmo de colocar o pé no avião já me transformou demais, então, sejam lá quais forem as lembranças que eu for trazer dessa história eu já sei que tudo valeu a pena.

 

Foto: Reprodução/Pinterest

Um comentário sobre “Sobre largar tudo e ir viajar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s